Rádio Maíz: Para não esquecer 64

Rádio Maíz: Para não esquecer 64

Em um programa dedicado à memória sobre os 50 anos do golpe militar no Brasil, período no qual o autoritarismo regeu o país em descompasso e desafino com o pensamento livre, progressista e democrático, a Rádio Maíz: Ouvidos abertos aos sons da América Latina!  não poderia deixar de revisitar músicas de protesto consagradas e que marcaram época como as de Chico Buarque, Caetano Veloso, Tom Zé, Geraldo Vandré, Victor Jara, entre outros.

Por outro lado, ao acompanharmos, nas semanas em que se aproximaram ao quinquagésimo aniversário deste capítulo mórbido de nossa história, os sintomas de retrocesso em sujeitos das mais variadas faixas etárias, optamos por também contemplar canções atuais para mostrar os fantasmas e zumbis de 64 que rondam as nossas democracias.

Ouça aqui os outros programas da Rádio Maíz

Programa #005

Racionais MC’s (BRA) – “Mil Faces de um Homem Leal” (Marighella)

Anita Tijoux (CHI) – “Shock”

Anita Tijoux (CHI) – “La bala”

Calle 13 (POR) – “El aguente”

O Rappa (BRA) – “Tribunal de rua”

Lira (BRA) – “Memória”

Tom Zé (BRA) – “Todos os olhos”

Tom Zé (BRA) – “Politicar”

Mutantes (BRA) –“E proibido proibir”

Chico Buarque (BRA) – “Não existe pecado ao sul do Equador”

Chico Buarque e Milton Nascimento (BRA) – “Cálice”

Geraldo Vandré (BRA) – “Pra não dizer que não falei de flores”

Daniel Viglietti e Mario Benedetti (URU) – “Allende – Por todo Chile”

Victor Jara (CHI) – “ Plegaria un labrador”

Victor Jara (CHI) – “Hasta Siempre”